Crematório

 

 

Planos Preventivos de Cremação:

Moderno
Apesar de ser um costume muito antigo, a cremação é considerada hoje como um serviço de funeral moderno. Não só para o uso de tecnologias avançadas do incinerador, mas porque quando se considera que está experimentando um crescimento exponencial da população mundial e da falta de espaços associados a este fenômeno, a cremação aparece como o sepultamento do futuro.

Econômico
Normalmente os custos de sepultamento são maiores. Na maioria das cremações, não há despesas como pagamento do terreno no cemitério, locação de um jazigo, a menos que os parentes queiram sepultar a urna cinerária no cemitério ou em um columbário, ficando bem mais barato do que os enterros comuns.

Higiênico
A cremação é a operação mais recomendada a este respeito, uma vez que evita problemas de higiene e sanitárias. Com o a incineração, evita-se possíveis fontes de infecção, especialmente quando a morte tenha sido causada por doenças infecciosas.

Ecológico
É um processo 100% ecológico. Portanto, não afetam o meio ambiente. Além disso, nos enterros tradicionais certos poluentes ambientais podem ocorrer, o que não ocorrem após a incineração do corpo. Soluções de embalsamamento, por exemplo, afluentes podem contaminar a água subterrânea, mercúrio, arsênico e formaldeído, entre outros. Os caixões também podem se contaminar, dependendo da fabricação dos mesmos. Outra fonte de poluição é a presença de radioisótopos que se encontram no corpo, devido, entre outras coisas para a radioterapia.

Prático
Muitos, antes de morrer pensam em facilitar as coisas para o enlutado. Alguns entendem o enterro como uma complicação desnecessária do processo funeral, por isso eles preferem a simplicidade e rapidez da cremação. Em suma, aqueles que optam pela cremação, sabem que é um processo simples e rápido do que o sepultamento tradicional, uma vez que depois de incinerado as cinzas são depositadas em uma urna cinerária e os membros da família podem decidir livremente para onde levar, salvo de qualquer processo econômico e legal posteriormente.

 

POR - BRUCKER